Quais alimentos e hábitos influenciam negativamente a minha fertilidade?

alimentacao

O estilo de vida e determinados hábitos podem influenciar negativamente a preservação da fertilidade. Além de a idade ser responsável pela diminuição natural na quantidade de óvulos no caso da mulher, fatores como fumo, obesidade, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, sedentarismo e, claro, a alimentação diária podem prejudicar a fertilidade feminina e masculina.

Uma alimentação balanceada, portanto, é peça chave para uma vida saudável e equilibrada, ainda mais para quem está querendo engravidar. Certos alimentos são benéficos para o sistema reprodutor e para a fertilidade, enquanto outros devem ser evitados.

No post de hoje vamos conversar um pouco sobre alguns vilões da fertilidade. Quais hábitos e alimentos influenciam negativamente na fertilidade? Descubra a seguir!

Realizar atividade física é muito benéfico para sua saúde e para a fertilidade!

Um dos principais motivos que levam muitos especialistas em saúde da mulher a incentivar a prática de exercícios físicos nas suas pacientes que pretendem engravidar é o fato de que as atividades de intensidade moderada podem aumentar, significativamente, a fertilidade.

Pesquisadores da Boston University School of Public Health constataram que a prática moderada de atividades físicas (nem intensa e nem leve demais) permitia que o organismo feminino fosse considerado mais saudável (com peso ideal e bom funcionamento do metabolismo), situação que favorecia a fertilidade nessas mulheres.

Tanto as mulheres que se exercitavam demais quanto aquelas que não praticam nenhum exercício tinham mais dificuldades para engravidar do que aquelas que optaram por fazer exercícios moderados.

Melhor funcionamento dos sistemas corporais

Exercitar-se também garante um melhor funcionamento do sistema cardiovascular e respiratório, situação que perdura até a constatação da gestação. 

Como o desenvolvimento do feto exige bastante do organismo feminino, é natural que os dois sistemas devam ser capazes de atender à demanda aumentada do corpo da gestante, especialmente no primeiro trimestre da gravidez.

Atenção aos exageros! 

Fazer exercícios mais do que o recomendado pode trazer problemas tanto para o ciclo menstrual, quanto para a fertilidade. Segundo especialistas, o exercício físico exagerado e por longos períodos pode levar à queima dos estoques de gordura do corpo, ou seja, há alterações metabólicas e hormonais que podem interferir na secreção dos hormônios responsáveis pela estimulação dos ovários. 

As alterações desses hormônios podem bloquear a ovulação e levar a mulher a ter períodos de amenorreia (ausência de menstruação).

Isso normalmente ocorre em atletas e bailarinas, mas de qualquer forma é importante estar atenta a práticas saudáveis que respeitem os limites do seu corpo.

A alimentação também interfere na sua fertilidade

O que realmente tem uma grande influência na fertilidade, tanto da mulher como do homem, é um conjunto de fatores que inclui o estado nutricional da pessoa.

Condições não só de obesidade e sobrepeso afetam a fertilidade feminina, mas também o baixo peso pode dificultar o processo de engravidar e tornar a gestação mais complicada. Em um estudo realizado com mulheres obesas que sofriam de problemas de fertilidade, logo após a perda de peso por meio de mudanças em seu estilo de vida, a função menstrual obteve uma melhora de 80% e a taxa de gravidez, de 29%.

Além disso, nos homens, os hábitos ruins como beber em excesso ou fumar podem afetar a produção de sêmen, alterando a qualidade, quantidade e motilidade dos espermatozoides. Isso tudo acontece porque, com alimentação e hábitos saudáveis, o sistema endócrino atinge maior equilíbrio, o que melhora não só a função reprodutiva de ambos os sexos, mas sua saúde de modo geral.

Quais alimentos compõem uma alimentação saudável?

  • Legumes, frutas e verduras
  • Cereais integrais
  • Alimento com ômega 3 e 6 como atum, sardinhas, nozes e azeite 
  • Alimentos ricos em ferro como feijão e a carne vermelha

Quais alimentos influenciam negativamente a fertilidade? 

Como dissemos antes, o que importa é o conjunto de hábitos saudáveis e não apenas o consumo de determinados alimentos. 

O inhame, por exemplo, é popularmente famoso por aumentar a fertilidade, mas de que adianta consumir inhame todo dia, mas falhar em todo o restante da alimentação, exagerar no açúcar, no consumo das gorduras ou ingerir muita bebida alcoólica? É preciso focar em uma alimentação saudável, equilibrada e nutritiva, aliada a outros hábitos saudáveis.

Mais do que evitar alguns alimentos, o foco deve ser uma dieta balanceada

Alimentos ricos em açúcar ou com elevado nível de gordura devem sempre ser evitados. Porém, o recado que fica é que não adianta apenas evitar esses alimentos.

O seu quadro de saúde depende dos hábitos cotidianamente. Como falamos durante o texto, alguns alimentos são sim extremamente saudáveis, mas somente se consumidos da forma correta.

Procure um nutricionista que oriente você a construir uma dieta adequada.

Alguns vilões da fertilidade

Ainda que o mais importante sejam os seus hábitos de modo geral, existem certas coisas que é melhor se manter longe. Isso não apenas para quem busca um tratamento de fertilidade, mas para a saúde de um modo geral.

Bebidas alcoólicas

O álcool em excesso é prejudicial para o desenvolvimento dos gametas sexuais, resultando, consequentemente, em maiores dificuldades de engravidar.

Além disso, lembre-se de que o álcool pode ser prejudicial à formação do bebê nos primeiros meses na barriga da mãe.

Alimentos ricos ou com excesso de gordura

Ingerir muitos alimentos gordurosos pode ainda trazer outras complicações, como doenças cardíacas, de circulação, diabetes e colesterol alto — mais obstáculos no desenvolvimento de gametas férteis.

 

Os casais que pretendem ter filhos, portanto, devem controlar sua ingestão de gordura, preferindo consumir carnes mais magras e laticínios desnatados, além de praticar exercícios físicos regularmente.

Consumo de alimentos ricos em açúcar

O açúcar também é um dos vilões da alimentação de quem está tentando engravidar. Seu excesso não só pode levar ao sobrepeso, que atrapalha a formação dos gametas, como ainda favorece o desenvolvimento de diabetes, prejudicando a fertilidade em homens e mulheres.

Tabagismo

O cigarro é um vilão da fertilidade. Homens que fumam são fortes candidatos a terem problemas reprodutivos, pois a motilidade, que é a capacidade de deslocamento dos espermatozoides, pode ser comprometida.

Nas mulheres o cigarro pode causar irregularidades menstruais, alterações hormonais, piorar a qualidade dos óvulos, prejudicar a função fisiológica das trompas e ainda ocasionar a dificuldade de implantação do óvulo.

Quer saber mais?

Quer saber mais ainda sobre hábitos saudáveis? Continue em nosso blog e confira mais conteúdos.

Equipe Médica Revisora do Texto

Dra. Hérica Mendonça, Dr. Fábio Peixoto, Dra. Luciana Calazans e Dr. Leonardo.

Deixar comentários