Pró-Fiv: Conheça a clínica e os seus tratamentos

clinica-pro-fiv

Muitos casais enfrentam dilemas relacionados à infertilidade e, por causa disso, precisam recorrer a algum método de reprodução assistida, como a fertilização in vitro, por exemplo.

Em sua busca pelos tratamentos adequados, esses casais podem encontrar dificuldades de achar serviços que ofereçam tratamentos, de qualidade, por um preço que seja acessível para o casal.

Hoje você vai conhecer o Pró-FIV, um serviço capaz de atender a essa necessidade. Com boas condições para homens e mulheres que querem realizar a fertilização in vitro, o Pró-FIV pode ser de grande valia para centenas de pessoas.

Abaixo você poderá saber mais sobre o que é o Pró-FIV e quais são os tratamentos que ele oferece. Confira!

Pró-FIV

O Pró-FIV tem o objetivo de oferecer um serviço de fertilização in vitro, que seja acessível à maioria dos casais.

Através do Pró-FIV é possível que homens e mulheres que necessitam recorrer a técnicas de reprodução assistida, sejam capazes de fazer o tratamento além de conseguir pagar o serviço de maneira adequada às suas realidades econômicas.

Mesmo com condições diferenciadas de pagamentos, os tratamentos oferecidos pelo Pró-FIV são o que existe de mais avançado e de mais moderno quando o assunto é fertilização in vitro. Dessa maneira, além de ter acesso a uma tecnologia de qualidade, você será atendido por especialistas em medicina reprodutiva que possuem experiência em tratamentos de fertilização in vitro.

Dentro do Pró-FIV existem várias possibilidades de tratamentos que envolvem a medicina reprodutiva. Abaixo você confere alguns deles.

Fertilização in Vitro

A Fertilização in vitro é um processo de fecundação dos gametas, que acontece fora do ser humano. A técnica permite que a fertilização seja realizada em um ambiente de laboratório, mais especificamente em recipientes de vidro, de onde vem a expressão in vitro (no vidro).

Para que a fertilização in vitro aconteça, gametas são coletados, em momentos apropriados durante o tratamento. Em seguida, os gametas serão fecundados e os embriões transferidos para o útero da mulher que vai gestar o bebê.

A fertilização in vitro também é uma técnica conhecida pela expressão “bebê de proveta”. Ela é considerada a “mãe” de outros processos de reprodução assistida.

Oncofertilidade

Pessoas que estão se preparando para realizar tratamentos oncológicos, por diversos tipos de câncer, poderão recorrer a preservação de gametas, para utilização futura dos mesmos. Esse método também pode ser indicado para mulheres que desejam adiar a maternidade por questões pessoais.

A oncofertilidade, que visa a preservação da fertilidade de pacientes em tratamentos oncológicos, é uma especialidade médica. Essa especialidade existe pelo risco de infertilidade que esses pacientes apresentam. Ao realizar tratamentos como a quimioterapia, que utiliza medicamentos tóxicos às gônadas (ovários/testículos), e radioterapia, com radiação na região dos gametas, o paciente oncológico poderá perder a sua capacidade fértil.

Outros riscos à capacidade fértil dos pacientes estão na localização do tumor, que pode estar em regiões responsáveis pela fertilidade humana, e em cirurgias que o paciente deverá se submeter. Quando é necessário que um paciente faça uma cirurgia na pelve, por exemplo, os riscos que o paciente fique estéril são altos, já que é na região da pelve que os órgãos reprodutores ficam localizados.

Se você é um paciente oncológico, converse com seu médico e procure um profissional em medicina reprodutiva. Ambos os profissionais irão analisar o seu caso e ver se é necessário que você recorra à tratamentos para preservar a sua fertilidade.

Qualquer paciente oncológico, independente de sua idade, e que for instruído por seu médico, poderá recorrer à oncofertilidade. Desta forma, pacientes que queiram gerar filhos biológicos no futuro terão uma oportunidade para terem seus sonhos realizados.

Homoafetivo

Casais gays, sejam eles formados por homens ou mulheres, também podem recorrer à reprodução assistida para gerarem um bebê. As possibilidades de tratamentos são diferentes para homens e para mulheres.

Quando um casal feminino recorre à fertilização in vitro, as mulheres terão duas opções de tratamento. Na primeira opção, uma das mulheres, terá os óvulos coletados para ser fecundado por um espermatozoide obtido por doação, em um banco de sêmen. Após fecundação, o embrião será transferido para o útero da mesma paciente que coletou os óvulos e, então, essa mulher vai gestar o bebê.

Na segunda opção, ambas as mulheres irão participar do processo. Enquanto uma será doadora dos óvulos para fecundação, a outra será a responsável pela gestação do bebê. Desta forma o óvulo de uma, após fecundado, será colocado no útero da outra.

Para os homens há apenas uma opção de fertilização in vitro. Nos casais masculinos é preciso que um dos homens escolha quem fornecerá o sêmen para que o óvulo recebido, por doação, seja fecundado. Depois que a fecundação ocorre em laboratório, o embrião será transferido para a mulher que fará a gestação do bebê. Legalmente é necessário que a doadora temporária do útero tenha parentesco consanguíneo com algum dos homens que forma o casal. E, em casos de não parentesco da paciente que vai gestar com o casal, pode ser feito solicitação ao CRM para autorização do tratamento.

Quer saber mais sobre o Pró-FIV e descobrir todas as nossas possibilidades de tratamentos? Entre em contato conosco! Leu o post e ficou com alguma dúvida? Deixe os seus questionamentos nos comentários, queremos te ouvir!

Equipe Médica Revisora do Texto

Dra. Hérica Mendonça, Dr. Fábio Peixoto, Dra. Luciana Calazans e Dr. Leonardo.

Deixar comentários