Estresse e fertilidade: dicas para manter o controle emocional durante o tratamento de fertilidade

tratamento-fertilidade

A chegada de um filho é um sonho para a maioria das famílias. Para aquelas que precisam recorrer aos tratamentos de fertilidade, contudo, essa fase pode envolver grande desgaste físico e psicológico.

O tratamento precisa de um tempo considerável para a sua realização, o que pode transformar as expectativas em tensão, estresse e ansiedade.

Não há evidências científicas que comprovem a relação desses fatores com o resultado do tratamento.

Mas, é importante que os pais e demais envolvidos estejam bem para lidar com todo o processo, sabendo entender e controlar as emoções.

Por isso, selecionamos sete dicas que vão te ajudar a manter o controle emocional durante o tratamento de fertilidade.

Acompanhamento psicológico

O acompanhamento psicológico é essencial em todas as fases da vida que envolvam grandes mudanças, e o tratamento de fertilidade, sem dúvida, é uma delas.

Além de ajudar a lidar com as situações do presente, o amparo de um psicólogo também auxilia na reflexão sobre o passado e na projeção de planos para o futuro.

Mas, a busca por apoio não deve acontecer apenas em situações de estresse. Os profissionais indicam que o acompanhamento deve começar antes do tratamento e perdurar mesmo depois do seu fim, seja o resultado bem sucedido ou não.

Pratique atividades físicas

Colocar o corpo em movimento, seja ao ar livre ou nas academias, traz diversos benefícios para quem está passando pelo tratamento de fertilidade, como alívio de tensões físicas e emocionais.

Além disso, também ajuda na melhora da qualidade do sono e da vida sexual, do desenvolvimento do raciocínio e da memória, do sistema imunológico, dentre outros.

Ter um tempo para cuidar da própria saúde é essencial, e a prática de exercícios pode ocorrer por meio de caminhadas, corridas, esportes, musculação ou dança. Consulte o seu médico para avaliar qual atividade é mais adequada para você.

Boa alimentação

Já ouviu aquela história de que você é o que come? Pois a boa alimentação é fundamental para manter o corpo saudável, física e mentalmente.

E, para isso, não é preciso uma dieta rígida ou sofrida. Refeições regulares durante o dia, ingestão equilibrada de nutrientes, dando prioridade às frutas e legumes, beber água com frequência e diminuir o consumo de gordura, sal e açúcar são algumas das dicas mais básicas e indispensáveis para qualquer organismo.

É importante encontrar aquilo que se goste e sentir prazer comendo.

Abandone os vícios, pelo menos nesse período

Quando falamos em vícios, a primeira coisa que vem à mente são a bebida e o tabaco. De certo, eles devem ser abandonados para garantir a eficácia do tratamento, como orientam os médicos.

Mas, eles não são os únicos. Consumo de alimentos calóricos e com baixo teor de nutrientes, como os fast-foods, e o uso excessivo de dispositivos tecnológicos como celular, computador e videogame, por exemplo, também podem ser vícios que atrapalham a rotina, principalmente na relação entre o casal.

Por isso, orientamos que, pelo menos nesse período, cada um avalie os vícios que possam contribuir para aumentar os níveis de ansiedade e estresse e consiga regulá-los, ou mesmo, deixá-los de lado.

Invista na arte

É inegável o poder que a arte tem para melhorar a nossa qualidade de vida.

Além do aprendizado de técnicas de uma área específica, ela ajuda a promover o autoconhecimento, prazer e bem-estar, explorando a criatividade e o talento de cada um.

As atividades também acalmam e relaxam, aumentando os níveis de dopamina (substância que gera a sensação de bem-estar).

Dança, pintura, bordado, música, teatro, artesanato, desenho ou escrita: são muitas as possibilidades, e, para começar, escolha a que mais te agrade e procure meios de praticá-la.

Se não for possível fazer um curso, invista na internet: vídeos no Youtube e tutoriais em sites e blogs, por exemplo, podem te ajudar nessa empreitada.

Estabeleça prioridades

As demandas do cotidiano, como o trabalho e a rotina doméstica, costumam ser grandes fontes de estresse. Nesse momento, contudo, é importante estabelecer prioridades para o sucesso do tratamento.

Dividir as tarefas de casa, colocar limites de horário e envolvimento com as atividades do trabalho e não se responsabilizar por tudo são essenciais para manter a tranquilidade.

É importante encontrar tempo na rotina para exercer atividades físicas e artísticas, comer bem e ter todo o acompanhamento profissional necessário.

Saia e se divirta

Por último, e não menos importante, a nossa dica é: saia e se divirta! Encontre os amigos, vá a lugares que goste e explore novos ambientes, frequente locais públicos como praças, parques e museus, e encontre prazer nas coisas simples e rotineiras.

Viajar é sempre bom, mas já pensou em olhar de forma diferente para a própria cidade? Esse pode ser um exercício de grande descoberta, e o estresse e a ansiedade, com certeza, vão ter que ficar de fora.

Quer saber mais?

Neste post, apresentamos algumas dicas para você manter o controle emocional durante o tratamento de fertilidade, mas que podem ser levados para a vida toda.

É importante não se esquecer do próprio prazer e bem-estar, e pequenas mudanças no cotidiano podem te ajudar. Se você tem mais alguma sugestão para oferecer aos casais que estão passando por esse momento, compartilhe conosco!

Equipe Médica Revisora do Texto

Dra. Hérica Mendonça, Dr. Fábio Peixoto, Dra. Luciana Calazans e Dr. Leonardo.

Deixar comentários