Tratamento de fertilidade: 8 dicas nutricionais para quem vai iniciar um tratamento

tratamento-de-fertilidade

Alimentar-se bem é uma preocupação que deve estar na rotina de pessoas que vão iniciar um tratamento de fertilidade. Afinal, os alimentos contêm propriedades responsáveis por auxiliar a produção dos hormônios reprodutivos.

Se você está começando algum tratamento de fertilidade, continue a leitura conosco para conhecer 8 dicas nutricionais essenciais para auxiliar o desenvolvimento de uma gestação, seja de forma natural ou por meio de reprodução assistida!

Por que a alimentação é importante para a fertilidade?

Para mulheres que estão iniciando um tratamento de fertilidade, os especialistas aconselham manter o peso ideal seguindo uma dieta rica em alimentos ricos em nutrientes e minerais. Ter um estilo de vida saudável é uma forma de ajudar com a fertilidade natural, visto que o organismo estará equilibrado, com hormônios relacionados à reprodução funcionantes.

8 dicas para quem vai iniciar um tratamento de fertilidade

1. Evite o consumo de alimentos ricos em açúcar

Evitar o consumo de alimentos que são ricos em açúcar é uma das dicas que devem ser seguidas por quem está iniciando o tratamento de fertilidade. Além de contribuir para o sobrepeso, a substância atrapalha a formação de gametas e favorece o desenvolvimento de doenças como o diabetes, que prejudica a fertilidade de homens e mulheres.

2. Inclua folhas verdes escuras no cardápio

Outra dica para quem tem interesse em iniciar um tratamento de fertilidade é incluir folhas verdes escuras na dieta. Vegetais como a couve e o espinafre são ricos em vitamina do complexo B e ácido fólico, essenciais na formação de desenvolvimento do feto. Por isso, estes alimentos devem estar presentes na alimentação da mulher antes, durante e após a gestação.

3. Aumente o consumo de leguminosas

As leguminosas como o feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico são alimentos responsáveis em evitar a anemia, condição que pode causar grandes prejuízos na ovulação e consequentemente, dificultar a concepção. 

4. Diminua o consumo de alimentos ricos em gordura

Sendo o excesso de peso uma das causas que podem prejudicar a fertilidade ao estar relacionado a problemas hormonais, manter o peso ideal é fundamental para quem busca iniciar um tratamento reprodutivo. 

Além de contribuir para o aumento de peso, ingerir alimentos gordurosos pode elevar o risco de complicações cardíacas, problemas de circulação, diabetes e colesterol alto, situações que se tornam obstáculos para o desenvolvimento de gametas férteis.

Para casais que estão iniciando tratamento de fertilidade, é indicado diminuir o consumo alimentos ricos em gordura do cardápio, dando preferência para carnes magras, brancas e laticínios desnatados.

5. Consuma gorduras vegetais insaturadas

Outro hábito que deve estar presente na vida de pessoas em tratamento de fertilidade é o consumo de gorduras vegetais insaturadas. As gorduras mono e poli-insaturadas ajudam na melhora da sensibilidade do organismo à insulina, reduzindo a atividade inflamatória. Essas gorduras estão presentes em óleos vegetais, sementes, peixes como sardinha e salmão, e nozes.

6. Escolha os carboidratos certos

Os carboidratos devem estar presentes também na alimentação desses casais, no entanto, é preciso escolher o tipo certo. Evite carboidratos de digestão rápida e alimentos processados, como o pão branco, arroz e semolina. 

Os carboidratos de digestão lenta são ricos em fibras e auxiliam no controle da glicemia e níveis de insulina. Por isso, prefira alimentos como arroz e pães integrais, batata-doce, aveia, inhame, quinoa, feijão-vermelho, e mais.

7. Evite bebidas alcoólicas

Ao iniciar o tratamento de fertilidade, os casais devem saber que é necessário evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Isso porque o álcool em excesso é prejudicial para o desenvolvimento dos gametas, resultando assim na maior dificuldade para uma gestação.

8. Inclua fontes de vitaminas na alimentação

Para garantir o bom funcionamento do organismo, consumir vitaminas nas refeições é outra dica que contribui para o tratamento de fertilidade, melhorando a qualidade do sêmen, parede do endométrio, e ações que favorecem a reprodução. Entre as mais importantes que devem ser inseridas no cardápio do casal estão as vitaminas D, vitaminas do complexo B, C e E. Elas podem ser encontradas nos seguintes alimentos:

  • vitamina D: atum, sardinha, gema de ovo, queijos, leite, iogurte, frutos do mar;
  • vitamina B6: amêndoas, gérmen de trigo, aveia, batata-doce, banana, leite, aves, batata, arroz;
  • vitamina B9: folhas verdes escuras, lentilha, feijão e amêndoas;
  • vitamina B12: carne vermelha, peixes, ovo, leite;
  • vitamina C: abacaxi, morango, acerola, kiwi, laranja, pimentão, couve, limão, brócolis;
  • vitamina E: oleaginosas, grãos integrais, grãos de soja, óleos vegetais, couve, azeitonas, agrião.

Alguns casais utilizam complementos alimentares para garantir a nutrição necessária durante o tratamento de fertilidade. Contudo, antes de usar qualquer tipo de suplemento, é preciso conversar com o médico especialista e ouvir suas recomendações. Afinal, uma alimentação saudável muitas vezes pode ser suficiente para atingir os níveis desejados de vitaminas e minerais que garantem o perfeito funcionamento do corpo e auxilia no sistema reprodutor.

Quer continuar se informando sobre o tratamento de fertilidade? Então, conheça 6 custos que você pode ter durante uma FIV!

Equipe Médica Revisora do Texto

Dra. Hérica Mendonça, Dr. Fábio Peixoto, Dra. Luciana Calazans e Dr. Leonardo.

Deixar comentários